Segunda, 29 Abril 2019 10:16

Gestores Governamentais participam de curso sobre capacidades estatais e coordenação de políticas públicas

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

Participaram do curso servidores da carreira de Gestor Governamental que atuam em diversas secretarias e órgãos de Mato Grosso.

 

RENATA NEVES

Assessoria AGGEMT

 

Com o objetivo de aprimorar suas atuações nas diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, servidores da carreira de Gestor Governamental participaram, na última sexta-feira (26), do curso “Capacidades Estatais, Coordenação e Monitoramento Estratégico de Políticas Públicas”.

 

Com duração de oito horas, o curso foi promovido pela Associação dos Gestores Governamentais (AGGEMT) e ministrado pelo economista, doutor em Desenvolvimento e mestre em Teoria Econômica pela Unicamp e técnico de planejamento e pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), José Celso Cardoso Júnior.

 

Na ocasião, o economista apresentou as diferentes linhas de pensamento que tratam sobre o desenvolvimento de um país, desde as que defendem que apenas o crescimento econômico importa até as mais recentes, que chamam a atenção para as dimensões social, ambiental, internacional e democrática dos processos de cada estado para montagem de uma estratégia de desenvolvimento próprio. Também foram discutidas as funções do estado e temas como finanças públicas, coordenação e monitoramento estratégico de políticas públicas.

 

“No fundo tudo isso são derivações de um tema maior, que é: Estado, desenvolvimento e o papel que o planejamento governamental desempenha nesse processo”, afirma José Celso.

 

Ao se referir ao processo de coordenação de políticas públicas, o economista diz que coordenação “não é a apenas uma construção técnica”, destaca a importância de investir na melhoria da capacidade de governo e defende que os governantes se dediquem mais ao assunto.

 

“É necessário que eles tenham, em primeiro lugar: clareza da importância da necessidade de aprimorar suas estruturas de governança. Em segundo lugar: que eles façam isso cientes de que é um processo dinâmico, um processo complexo de formação de capacidades, de estruturação de equipes, de definição de prioridades, etc. Ou seja, não é uma coisa que se faz de modo automático ou apenas contratando uma consultoria. É algo que tem que ser construído por dentro do governo e para ele próprio, seguindo suas características, suas especificidades e seus objetivos”.

 

Na avaliação de José Celso Cardoso Júnior, o principal elemento responsável pela melhoria do desempenho de governo são os servidores públicos. Nesse sentido, ressalta a importância da capacitação dos mesmos.

 

“Os servidores são o corpo permanente do Estado. São as pessoas que passam de uma gestão para outra, que carregam consigo toda a memória efetiva e afetiva das políticas públicas, que têm capacidade de promover aperfeiçoamentos. Então, o processo de construção de capacidades por meio de melhoria de coordenação depende do envolvimento deles, do engajamento coletivo, do alinhamento estratégico do governo”, diz.

 

Durante o curso o palestrante apresentou ainda exemplos de projetos implementados no Governo Federal e em outros estados e os detalhes que envolveram o planejamento, execução e monitoramento dos resultados de cada um.

 

“Os exemplos apresentados pelo professor poderão contribuir muito para o trabalho dos gestores governamentais. Acredito que vai nos ajudar a ter uma visão de como trabalhar as políticas públicas para entregar melhores resultados à sociedade”, avaliou Dilcinéia Honorato de Figueiredo, gestora governamental que atua na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

 

O gestor governamental Edmar Vieira, que também é servidor da Seplag, considerou positiva a abordagem dada aos assuntos discutidos durante o curso. “Achei interessante o palestrante fazer uma abordagem mais abrangente das várias escolas de pensamento, através das quais conseguimos sentir melhor os nossos problemas. Dessa forma podemos discuti-los a partir de várias perspectivas. Acho que, a partir desse plano de fundo, é possível aprofundar em uma ou outra direção, a partir de uma perspectiva mais econômica, social, ambiental, institucionalista e assim por diante”, avaliou.

 

AGGEMT

 

Desde o ano passado a Associação dos Gestores Governamentais (AGGEMT) tem promovido uma série de cursos de capacitação aos servidores da carreira de Gestor Governamental, que atuam no Poder Executivo. Até o momento já foram realizados 16 cursos acerca de diferentes temas voltados à Gestão Pública, como Saúde, Educação, Financiamento, Segurança, Inovação, Gestão de Pessoas, Tributos, Gestão de Projetos e Portfólio e Gestão Estratégica, além do tema citado acima.

 

Ler 91 vezes Última modificação em Segunda, 03 Junho 2019 16:10

Parceiros

Banner 1
Banner 2
Banner 3
Banner 4
Banner 5
   
: