Segunda, 02 Dezembro 2019 10:55

Eleição para diretoria da AGGEMT tem chapa única

Escrito por 
Avalie este item
(2 votos)

 

Concorre ao processo eleitoral a chapa “Juntos Somos Mais Fortes”.

 

RENATA NEVES

Assessoria AGGEMT

 

A eleição da nova diretoria e do Conselho Fiscal da Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) será realizada na próxima quarta-feira (4), das 8h30 às 17h30, no auditório novo da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

 

A chapa “Juntos Somos Mais Fortes”, liderada pelo gestor governamental Agno Francisco Sólon Vasconcelos, é a única inscrita para concorrer ao processo eleitoral.

 

Também compõem a chapa os gestores Marcus Francis Ferraz (Dir. Adm. e Financeiro), Ozenira Souza (Dir. de Articulação Institucional), Paula Gonçalves Baicere (Dir. Cultural e de Comunicação), Josiane Andrade (Dir. de Estudos e Pesquisas) e Sandra Marques Fontes (Dir. Suplente).

 

Propostas

 

Entre as principais propostas defendidas pela chapa, está a busca pela valorização da carreira, com o objetivo de torná-la protagonista da Gestão Pública do Estado. Para isso, o candidato a presidente, Agno Vasconcelos, afirma que fará um trabalho de articulação junto aos órgãos públicos do estado.

 

“Temos a intenção de articular conversas com a Casa Civil, a PGE e a CGE, com vistas à estabelecer uma parceria com carreiras mais estruturadas, como a dos procuradores e a dos auditores, a fim de fortalecer a carreira de gestor governamental, naquilo que somos mais qualificados, na gestão e na condução de políticas públicas. Pretendemos contribuir com esses órgãos e em troca queremos nos posicionar e nos tornar referências nas áreas que atuamos. Será uma via de mão dupla”, afirma.

 

Agno ressalta ainda a intenção de dar continuidade aos cursos de capacitação ofertados aos Gestores Governamentais. “A atual gestão fez vários eventos de capacitação. Foram eventos que realmente demandaram muito trabalho, muito esforço e dedicação de toda equipe da associação, então a gente pretende dar continuidade a esse trabalho”.

 

Clique aqui para conferir todas as propostas apresentadas pela chapa.

 

Os candidatos

 

Gestor Governamental desde 2013, Agno Francisco Sólon Vasconcelos é graduado em Economia e Direito e especialista em Gestão Pública, Direito Administrativo e Direito Constitucional. Possui ainda MBA em Auditoria de Instituições Financeiras. No Governo do Estado, atuou na Superintendência de Previdência da Secretaria de Estado de Administração (SAD), na Superintendência de Convênios da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), no Escritório de Gerenciamento de Projetos da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) e atualmente está lotado na Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), onde atua como assessor de gabinete do secretário e secretário-executivo do Conselho do Fethab.

 

Marcus Francis Ferraz possui graduação em Ciências Econômicas e Administração Pública e especialização em Gestão Pública. Assumiu como Gestor Governamental em 2014 e, desde então, atuou como coordenador de Patrimônio e Serviços da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz); coordenador de Convênios e Orçamento da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan); chefe do Núcleo de Projetos da MT PAR; gerente de Projetos da PPP Infovia-MT na MT-PAR; líder do Projeto Aliança Municipal pela Competitividade, junto ao Consócio Brasil Central, na Seplan; e coordenador temático em Gestão Publica do PPA 2020-2023 na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Atualmente, responde pela superintendência de  Patrimônio e Serviços da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

 

Ozenira Souza é graduada em Letras e especialista em Recursos Humanos e Patrimônio. Servidora do Estado há 30 anos e Gestora Governamental desde 2002, atuou como superintendente-adjunta de Gestão de Pessoas e secretária-adjunta de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Administração, superintendente-adjunta de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Saúde e diretora da Escola de Saúde Pública do Estado do Mato Grosso. Também já deu a sua contribuição às Secretarias de Estado de Meio Ambiente e Infraestrutura, além da MT Parcerias (MT PAR), e há quase dois anos e meio responde pela Secretaria Municipal de Gestão de Cuiabá.

 

Paula Gonçalves Baicere possui graduação em Economia e especialização em Gestão e Orçamento Público, Direito Ambiental Urbano, Gestão em Políticas Públicas, além de MBA em Gerenciamento de Projetos. Gestora Governamental desde 2013, já atuou nas Secretarias de Estado de Administração (SAD), Planejamento (Seplan), Cidades (Secid), Meio Ambiente (Sema) e atualmente está lotada na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

 

Josiane Fátima de Andrade é graduada em Economia e possui especialização em Direito Tributário e Público. Ingressou no Governo do Estado em 2001, juntamente com a primeira turma de Gestores Governamentais.  Desde então, foi assessora da Secretaria Adjunta da Receita da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz); assessora da Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual - com participação no GEFIN-CONFAZ -; superintendente de Orçamento da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan); secretária-adjunta de Orçamento da Seplan; secretária-adjunta de Administração Sistêmica e Ordenadora de Despesas da Secretaria de Estado de Saúde (SES); superintendente de Orçamento e Finanças, secretária-adjunta de Administração Sistêmica, secretária-adjunta de Gestão Financeira e de Convênio da Educação e ordenadora de despesas da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Atuou ainda na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e atualmente está lotada no MT Prev.

 

Formada em Enfermagem e Direito, Sandra Fontes ingressou no Governo do Estado como Gestora Governamental em 2002. De 2002 a 2014, atuou na antiga Secretaria de Estado de Administração (SAD), hoje Secretaria de Estado de Gestão (Seges), passando pela assessoria de gabinete e pelos setores de despesa de pessoal, patrimônio, coordenação, superintendência e secretaria-adjunta de Gestão de Pessoas. Sua trajetória no Governo do Estado inclui ainda passagens pela Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) e pela MT Participações (MT Par). Após 16 anos de serviço público, Sandra se aposentou no ano passado.

 

Conselho Fiscal

 

Concorrem às vagas de conselheiro(a)s fiscais os gestores governamentais Paulo Sérgio Ferreira, Willian César Sampaio, Telma Rassi e Geisa Laura Alencar. O(a) conselheiro(a) mais votado(a) será eleito(a) coordenador(a).

 

Eleição

 

Após registrar presença na lista de comparecimento, o(a) associado(a) receberá a cédula de votação e deverá se encaminhar à urna de votação para exercer seu direito, onde depositará o seu voto.

 

Conforme edital de eleição, a chapa inscrita somente será referendada se ao final da contagem receber 50% dos votantes mais 1. Se isso não ocorrer, será convocada nova eleição nos prazos estatutários.

 

Havendo empate entre o(a)s candidato(a)s ao Conselho Fiscal, será declarado(a) vencedor(a) o(a) concorrente mais idoso(a), como estabelece o § 5º do artigo 30 do Estatuto da AGGEMT.

 

A posse da nova Diretoria e Conselho Fiscal se dará no mesmo dia das eleições, por meio de termo próprio, logo após a proclamação do resultado.

 

Ler 103 vezes Última modificação em Quinta, 05 Dezembro 2019 13:33

Parceiros

Banner 1
Banner 2
Banner 3
Banner 4
Banner 5
   
: