Sexta, 31 Janeiro 2020 14:39

Gestores Governamentais contribuem para melhoria da gestão de áreas finalísticas

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

Servidores da carreira de Gestor Governamental estão sendo direcionados para atuar em áreas finalísticas com o objetivo de diagnosticar problemas e apontar soluções.

 

Assessoria AGGEMT

 

Com o objetivo de contribuir com o aumento da eficiência dos trabalhos e garantir a entrega de produtos e serviços de mais qualidade aos cidadãos mato-grossenses, servidores da carreira de Gestor Governamental do Poder Executivo Estadual estão sendo designados para atuar em áreas finalísticas, como saúde, educação, meio ambiente e infraestrutura.

 

Os gestores governamentais possuem papel estratégico na administração pública. Eles atuam de forma descentralizada em diversas secretarias, com foco principalmente em duas grandes áreas: processos e sistemas de gestão e gestão de políticas públicas. Também consta entre as competências da carreira o desenvolvimento de estudos, pesquisas e capacitações necessárias à melhoria dos processos e das políticas, bem como o assessoramento aos níveis estratégicos dos órgãos e entidades e a articulação com outras organizações de interesse comum para o desenvolvimento e melhoria das ações de governo.

 

“Os servidores desta carreira podem atuar tanto na área-meio quanto na área-fim. Atualmente está havendo uma migração maior para áreas-fim. Trata-se de uma priorização com o objetivo de melhorar a gestão de áreas estratégicas de governo, como saúde e educação, pois é nessas áreas que a política se materializa”, explicou a coordenadora da carreira de Gestor Governamental de Mato Grosso e do Núcleo de Ações Prioritárias (NAP), Regiane Berchieli.

 

A mudança no perfil de atuação da carreira pode ser verificada no Relatório Situacional da Atuação dos Gestores Governamentais, produzido pelo NAP. No período de maio a dezembro de 2019, o percentual de gestores governamentais atuando em áreas finalísticas passou de 35% para 42%.

 

Meio Ambiente -O gestor governamental Eustáquio José Rodrigues Filho atua no Programa Global REDD for Early Movers (REM) desde outubro do ano passado. Subproduto do Sistema Estadual de REDD+, o programa é uma iniciativa viabilizada de forma conjunta pelos governos da Alemanha e Reino Unido, que premia nações comprometidas com a redução de emissões de CO2 por meio de ações de conservação de florestas.

 

No Brasil, dois estados aderiram ao REM: Mato Grosso e Acre. Para receber os recursos disponibilizados pelos governos estrangeiros, de aproximadamente R$ 200 milhões, o estado precisa manter o desmatamento abaixo de 1.788Km²/ano. O valor é gerido pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e repassado em três pagamentos, sendo um por ano, somente após a comprovação de cumprimento da meta estabelecida.

 

A medição ocorre a cada 12 meses, contados a partir do mês de maio. Até o momento, Mato Grosso já foi contemplado com o pagamento de duas parcelas, devido ao cumprimento das metas nos anos de 2017/2018 e 2018/2019.

 

O REM-MT é dividido em quatro áreas: agricultura familiar e de povos e comunidades tradicionais; territórios indígenas; produção, inovação e mercados sustentáveis; e fortalecimento institucional e políticas públicas estruturantes, sendo esta última a área na qual a atuação do gestor governamental Eustáquio Filho se concentra. “Neste subprograma nós buscamos implementar melhorias nas instituições que fazem o combate ao desmatamento, como as Secretarias Estaduais de Meio Ambiente (Sema), Agricultura Familiar (Seaf), Desenvolvimento Econômico (Sedec) e o Ministério Público Estadual”, ressaltou o gestor.

 

Saúde - Os gestores governamentais Rooseliane de Magalhães Lotti e Edson Monfort de Albuquerque estão na Secretaria de Estado de Saúde (SES) desde novembro, com a missão de propor melhorias à organização das informações referentes à Gestão Hospitalar e ao processo de aquisições governamentais e logística de medicamentos.

 

Para melhorar o processo de aquisições de produtos e, consequentemente, os serviços prestados pelos hospitais estaduais, Edson Albuquerque está realizando um estudo acerca das reais demandas das unidades. “Para melhorar o processo de aquisições de produtos e serviços médicos na SES/MT, estamos trabalhando na implantação do planejamento de compras para área hospitalar, primeiramente, cujo trabalho vem ao encontro de práticas em outros Entes Federativos, onde conhecer a demanda através do histórico, sazonalidade, entre outras variáveis, melhora a qualidade da futura contratação. Contudo, o planejamento é parte do problema a ser equacionado, sendo as licitações a grande problemática do Executivo Estadual, visto que a sistemática existente é extremamente burocrática e ineficiente”, explicou.

 

Segundo Edson, se não houver inovação na área de aquisições, inclusive com diminuição dos excessos de regras para formação de cada processo, todo planejamento de demanda, por mais qualificado que seja, não atenderá a demanda no tempo e custo que se faz necessário. “É preciso buscar soluções inovadoras na área de compra, cujo Governo Federal já dispõe, portanto, nós Gestores Governamentais temos que sair da zona de conforto, se oferecer para o trabalho tendo em mente que o cidadão é o beneficiário sempre”, frisou.

 

Conforme Rooseliane, a implementação de melhorias na organização das informações tem o objetivo de dar mais agilidade ao processo de tomada de decisão pelo nível estratégico de governo. “É necessário que as informações estejam reunidas em um só local e que haja uma rotina de encaminhamento dessas informações ao nível estratégico para facilitar a elaboração de diagnósticos e, acima de tudo, tomadas de decisão. Para isso, pretendemos voltar a utilizar um sistema de gestão da informação que já existe na SES da área hospitalar”, informou a gestora.

 

Além de Edson e Rooseliane, outros cinco gestores governamentais atuam na Secretaria de Saúde. São eles: Rogério Magalhães, Jocilene Palma, Glória Melo, Geisa Alencar e a secretária-adjunta de Gestão Hospitalar, Caroline Dobes.

 

 

 

Ler 142 vezes Última modificação em Sexta, 31 Janeiro 2020 15:03

Parceiros

: