AGGEMT

AGGEMT

Quinta, 07 Junho 2018 17:31

Vídeos

Seminário de Políticas  Públicas e Gestão Governamental

Sexta, 05 Janeiro 2018 06:18

Gestão 2017 / 2019

Vem com a AGGEMT
 
 
Presidente
Umbelino Carneiro Neves
 
Diretora Admin. E Financeiro
Geisa Laura Alencar
 
Diretor de Artic. Institucional
Willian Cesar Sampaio
 
Diretora Cult. e de Comunicação
Paula Gonçalves Baicere
 
Diretora de Estudos e Pesquisas
Rita de Cássia Volpato
 
Diretor Suplente
Cícero E. Rodrigues Garcia
 
Email institucional:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

 

Nelson Corrêa Viana* 

Clique aqui para fazer download do artigo na íntegra ... 

* Nelson Corrêa Viana é administrador, mestrando em Política Social pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e servidor público do Governo do Estado de Mato Grosso.

A Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) promoveu, no último sábado (03), uma confraternização para celebrar os 16 anos de criação da carreira e 15 anos do ingresso da primeira turma no Poder Executivo Estadual.

 

A carreira de gestor governamental foi criada em Mato Grosso por meio da Lei nº 7.350, de 13 de dezembro de 2000. Atualmente, 110 gestores integram o quadro funcional do Governo do Estado e atuam em diversas secretarias executando atividades de formulação, implantação e avaliação de políticas públicas e assessoramento técnico.

 

Durante a confraternização, organizada pela comissão de eventos da AGGEMT e realizada em um buffet na Capital, os servidores lembraram os desafios e conquistas da carreira e também falaram sobre as perspectivas para os próximos anos.

 

“A carreira de gestor governamental é nova, se comparada às demais existentes no estado, porém é uma carreira estratégica e acredito que nós estamos conseguindo atingir os objetivos para os quais ela foi criada”, avaliou o presidente da AGGEMT, Umbelino Carneiro Neves.

 

Dentre as principais vitórias da carreira registradas nos últimos 16 anos, estão o preenchimento de todas as vagas criadas por lei e a publicação, neste ano, da estabilidade da turma que ingressou em 2013, após o último concurso público, realizado em 2009.

 

As dificuldades, como a longa batalha judicial enfrentada pelos candidatosaprovados no último concurso, também foram lembradas e a superação das mesmas, apontadas como motivos para comemoração.

 

A defesa ao pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) foi uma das bandeiras levantadas neste ano pelos gestores governamentais, que agora se unem aos demais servidores do estado para evitar o atraso no pagamento de salários, reflexo da crise econômica enfrentada em todo o país.

 

“O ano de 2016 foi de muitas dificuldades, tensões e contradições, mas também de superação e nos trouxe motivos para comemorar, entre eles o fato da carreira estar debutando, a criação de vários canais de interlocução junto aos associados e a sociedade e a intensificação de capacitações, via associação, para potencializar os gestores no uso de ferramentas de gestão e políticas públicas”, observou a diretora de estudos e pesquisas da AGGEMT, Janaina Loeffler de Almeida.

 

O preenchimento de todas as vagas da carreira foi apontado por Zelma Beatriz Paz Miranda, diretora suplente da AGGEMT,como uma das principais conquistas registradas ao longo de mais de uma década.

 

“A nossa carreira é pequena em termos de número, mas de muitas ações e grande responsabilidade. A batalha tem sido árdua, mas temos conseguido vencer e apresentar bons resultados ao estado”, avaliou.

 

As gestoras Suzane Bueno e Dilcinéia Honorato de Figueiredo salientaram a importância da união entre os servidores e parabenizaram a associação pela realização da festa.

 

“Esse é o meu terceiro ano como gestora e a cada ano a nossa confraternização fica melhor, pois a amizade vai se fortalecendo ao longo do tempo. É um momento muito bacana, pelo qual aguardamos o ano todo”, disse Suzane.

 

“Além desses 15 anos de luta pela carreira de gestor, estamos comemorando hoje o trabalho realizado nesse último ano pela AGGEMT, que conseguiu unir ainda mais a nossa categoria”, frisou Dilcinéia.

 

Nova gestão da AGGEMT completa 1 ano

 

A confraternização realizada no último sábado também teve o objetivo de celebrar o primeiro ano de gestão da nova diretoria da AGGEMT e as vitórias alcançadas no período.

 

Buscando atender as demandas dos servidores da carreira e também do governo como um todo, a nova diretoria elaborou um plano de ação, que já está sendo colocado em prática. Para a construção do plano foram considerados os resultados de duas pesquisas realizadas com os servidores e secretários de estado.

 

Por meio das pesquisas, os secretários se pronunciaram acerca dos resultados que esperam dos gestores governamentais e também apresentaram sugestões de melhoria ao desempenho dos profissionais.

 

Os servidores, por sua vez, manifestaram-se sobre as ações que desenvolvem e as expectativas para a carreira e apontaram a necessidade de qualificação para aperfeiçoamento de suas atividades.

 

Com base nas demandas apresentadas, uma das medidas previstas no plano de ação da associação prevê a oferta de cursos de capacitação aos servidores. Neste ano, dois cursos já foram realizados: de “Comunicação Eficaz”, ministrado pela jornalista Thais Alves, e de “Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas”, apresentado pelo professor e pesquisador Paulo de Martino Jannuzzi.

 

“A atual gestão tem um diferencial, que é promover a união, não apenas entre os diretores, mas com todos os associados. Queremos que todos participem. Para isso, formamos cinco comissões e, de forma muito democrática, demos a elas autonomia auxiliando a planejar, tomar decisões e implementá-las, com apoio da diretoria. Essa iniciativa tem dado muitos resultados positivos”, afirmou o presidente Umbelino Neves.

 

A diretora administrativa e financeira da associação, Andréia Auxiliadora Paula Caldas, ressaltou a importância da capacitação dos servidores e atribuiu o sucesso dos trabalhos ao empenho de todos.

 

“A nossa luta é para que os gestores estejam cada vez mais preparados e possam contribuir da melhor forma possível com a implementação das políticas públicas no estado. Agradeço a todos os membros das comissões e aos associados. Tudo o que temos feito só é possível graças à colaboração de todos. Juntos, somos capazes de transformar o sonho em realidade”.

 

A realização de assembleias periódicas, a regularização do cadastro junto à Secretaria de Estado de Gestão (Seges), a emissão de boletins informativos aos associados, a criação de mais instâncias participativas e de comunicação e o lançamento do site da associação (www.aggemt.org.br) foram outras iniciativas da AGGEMT destacadas pela diretora Janaina de Almeida.

 

“Temos muitos motivos para comemorar e estou feliz por conseguirmos reunir a maior parte dos gestores governamentais para celebrarmos junto às nossas famílias e amigos”, finalizou Willian Sampaio, coordenador da comissão de eventos.

 

 

Assessoria de imprensa AGGEMT 

Servidores da carreira de Gestor Governamental do Poder Executivo Estadual participaram, nesta sexta-feira (25), de um curso de monitoramento e avaliação de políticas públicas. Com duração de oito horas, o curso foi promovido pela Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) e ministrado pelo professor e pesquisador Paulo de Martino Jannuzzi. 

 

A complexidade das políticas públicas e a importância de realizar constante monitoramento e avaliação das ações e programas governamentais, tendo como foco a busca de melhores resultados para os cidadãos, foram os principais temas abordados na ocasião. 

 

Paulo Jannuzzi, que é pós-doutor em Estatísticas Públicas e atua como professor do IBGE e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), afirma que os programas e políticas públicas precisam ser monitorados e avaliados em todas as suas etapas. 

 

“Precisamos verificar a todo momento se as políticas públicas estão cumprindo os objetivos  para os quais elas foram desenhadas. Se não estamos entregando à população o que deveríamos estar entregando é sinal de que há algum problema em alguma etapa ou processo. As atividades de monitoramento e avaliação são extremamente importantes porque elas nos ajudam a diagnosticar os gargalos em termos de recursos humanos, de orçamento, de equipamentos, de questões institucionais que precisam ser resolvidas para que, de fato, os recursos públicos sejam transformados no maior conjunto de bens e serviços que a população deseja”, explicou. 

 

Como ferramenta para monitoramento,  Jannuzzi apresentou o Mapa de Processos e Resultados, que deve conter informações acerca dos recursos, atividades, produtos, resultados e impactos relacionados ao programa em questão. 

 

“O mapa funciona como se fosse o raio x de um programa. Através dele, é possível indicar os pontos que devem ser objeto de investigação mais detalhada para que o programa se realize com melhor eficácia, eficiência e efetividade”, frisou o pesquisador. 

 

Durante o curso, também foram apresentadas aos servidores informações referentes a fontes de indicadores e métodos de pesquisa qualitativa e quantitativa. 

 

Papel estratégico do gestor governamental 

 

Devido à característica peculiar que envolve a carreira, os gestores governamentais possuem papel estratégico na administração pública. Diferentemente de outros servidores, eles atuam de forma descentralizada em diversas secretarias, executando atividades de formulação, implantação e avaliação de políticas públicas e assessoramento técnico. 

 

Os Núcleos de Gestão Estratégica para Resultados (NGER’s) são um dos diversos setores em que os gestores governamentais atuam. Presentes em todas as secretarias estaduais, os NGER’s foram criados com o objetivo de realizar o monitoramento e avaliação das políticas de governo e a gestão dos sistemas de informação. 

 

Na avaliação da gestora Cristiane Picolin Sanches, responsável pelo NGER da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), as informações compartilhadas durante o curso serão importantes para o aperfeiçoamento dos trabalhos que já estão sendo desenvolvidos no estado.

 

“Tratam-se de métodos que focam na utilização de critérios técnicos para avaliação das políticas públicas. Isso facilita a tomada de decisão pela continuidade ou reformulação de determinado programa, sem a interferência de questões políticas”, pontuou. 

 

Flávia Pimenta de Medeiros Calmon, responsável pela assessoria jurídica da Seplan, afirma que o conhecimento acerca dos métodos de monitoramento e avaliação deve ser compartilhado por todos os gestores governamentais, independentemente de sua área de atuação. 

 

“O produto com o qual o gestor governamental trabalha são as políticas públicas, portanto, as atividades de monitoramento e avaliação devem ser colocadas em prática sempre. Esse foi um assunto muito trabalhado durante a nossa formação na carreira, porém, se não o colocarmos em prática e nos capacitarmos com frequência, a tendência é que isso se perca. Por esse motivo, o curso de hoje e os demais que estão sendo promovidos pela associação são muito importantes”, declarou. 

 

Capacitação 

 

A relevância da carreira e a iniciativa da AGGEMT em proporcionar aos associados o acesso a cursos de capacitação foram destacadas por Jannuzzi. 

 

“Essa é a primeira vez que eu recebo convite de uma associação para capacitar servidores integrantes de uma carreira específica. Como gestores governamentais, que ocupam funções estratégicas no governo, é muito importante que eles tenham um olhar mais crítico e consigam detectar os fatores que colaboram e que impedem o avanço dos programas que estão sob sua responsabilidade”, afirmou. 

 

Na avaliação da diretora de estudos e pesquisas da AGGEMT, Janaina Loeffler de Almeida, as informações compartilhadas durante o curso, ministrado por um dos maiores especialistas do país no assunto, foram essenciais para preparar ainda mais os gestores para os desafios inerentes à gestão das políticas públicas. 

 

"Além do aprofundamento em torno de conceitos, técnicas e métodos de monitoramento e avaliação, o curso também proporcionou uma troca de experiências práticas, somadas aos modelos trazidos pelo professor Jannuzzi", avaliou. 

 

Regiane Berchieli, que atua como secretária-adjunta de Cultura, ressaltou a importância do aprimoramento das ferramentas práticas de monitoramento. “O curso apresentou ferramentas e materiais de pesquisa que podemos levar para as áreas finalísticas, articulando a melhoria desses processos na administração como um todo”. 

 

“O acompanhamento das políticas públicas é o ponto que exige maior atenção por parte do governo. Por isso, cursos como esse promovido hoje pela AGGEMT só enriquecem a atuação dos gestores e, consequentemente, os resultados alcançados”, frisou Uirá Escobar Alioti, que atua na Superintendência de Formulação, Monitoramento e Avaliação da Seplan. 

 

A oferta de cursos de qualificação é uma das medidas previstas no plano de ação da Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) e também integra a agenda de atividades em comemoração aos 15 anos do ingresso da primeira turma de gestores governamentais em Mato Grosso.

 

 

Assessoria de imprensa AGGEMT 

Domingo, 01 Janeiro 2017 14:07

Acesso Restrito

Domingo, 01 Janeiro 2017 06:32

Currículo Lattes de Gestores

Julio Cezar de Lara

É graduado em Administração pela Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) desde 2006, pós-graduado em Administração Pública pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) desde 2008 e mestrando em Gestão e Desenvolvimento Regional na Universidade de Taubaté (UNITAU). Foi aprovado em vários concursos públicos no Governo do Estado de Mato Grosso, entre eles os cargos de: Agente Universitário (2005), Agente de Serviço de Trânsito (2005), Técnico da Área Instrumental do Governo (2006) e Gestor Governamental (2009). Como Gestor Governamental, está lotado na Secretaria de Estado de Planejamento (SEPLAN) e atua na Universidade do Estado (UNEMAT) junto a Pró-Reitoria de Planejamento e Tecnologia da Informação (PRPTI). É professor na Universidade do Estado de Mato Grosso, no curso de Administração Pública, oferecido pela DEAD/UAB, ministrando em 2016/2 a disciplina de Elaboração e Gestão de Projetos.

Veja o currículo completo aqui.


Nelson Corrêa Viana

Possui graduação em Administração - Cesur Centro de Ensino Superior de Rondonópolis (2001). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Financeira e Gestão Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: administração, análise financeira, fluxo de caixa e implantação de novas metodologias de trabalho. Especialista em Gestão Pública na área de licitações e Metodologia do Ensino Superior. Servidor Público do Estado de Mato Grosso tendo atuado como Analista Administrativo no perfil Administrador e atualmente exerce a função de Gestor Governamental. Possui cinco (5) especializações sendo: Especialista em Gestão Estratégica de Negócios; Metodologia do Ensino Superior; Especialista em Gestão Pública. Gestão Pública com ênfase em Projetos e Especialista em Direito Público e Processo Administrativo e Mestre em Política Social pela UFMT. Experiência de mais de 20 anos no Mercado Financeiro no Setor Bancário é Perito Administrador em Cálculos Civis e Trabalhistas. Atuou como Professor de Administração Financeira e Orçamentária no CESUR, em Rondonópolis ? MT e Secretário de Administração da Prefeitura de Rondonópolis - MT, e foi Superintendente de Aquisições Governamentais do Estado de Mato Grosso e ministra cursos sobre Pregão, Registro de Preços e Contratação de Serviços de Publicidade ? Lei nº 12.232/2010. Participou da Comissão Especial de Licitação para contratação do Veículo Leve sobre Trilho para Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá ? RMVRC. Atualmente, como Gestor Governamental do Estado de Mato Grosso exerce o cargo de Secretário Adjunto de Administração Sistêmica na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico - SEDEC.

Veja o currículo completo aqui.


Paulo Cézar de Souza

Possui graduação em Economia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1998) e mestrado em Agronegócios e Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal de Mato Grosso (2008). Atualmente cursa o 7. semestre de Direito no Instituto Cuiabá de Ensino e Cultura.

Veja o currículo completo aqui.


Alexandre Cândido de Oliveira Campos

Possui graduação em História (2000) e em Direito (2016) pela Universidade Federal de Mato Grosso, e mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (2007). Atualmente é Gestor Governamental na Secretaria de Estado de Planejamento do Estado de Mato Grosso. Tem experiência nas áreas de História, Educação e Administração Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de história, currículo escolar, formação de professores, ciclos de formação e gestão da informação.

Veja o currículo completo aqui.


 

Caroline Campos Dobes Conturbia Neves

Possui graduação em Letras - licenciatura plena pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2002) Bacharelado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Mato Grosso (2015), Especialização em Gestão Pública pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2015). Atualmente é Gestora Governamental do Estado de Mato Grosso. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa; Coordenação de Ensino a Distância; Elaboração e Gerenciamento de Projetos Públicos; Gestão de Convênio; Elaboração de PPA; Mapeamento de Processos.

Veja o currículo completo aqui.



Cícero Eduardo Rodrigues Garcia
 

Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Mato Grosso. Tem experiência nas áreas de Antropologia e Produção Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas de Ação Afirmativa, Inclusão Indígena no Ensino Superior. 

Veja o currículo completo aqui.



Edmar Roberto Prandini
  

Graduado em Filosofia pela Universidade de Uberaba (1988) e em Teologia pelo Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (1990). Em 2002, obteve o título de Mestre em Sociologia, pela Unesp de Araraquara. Foi Diretor da Regional Sudeste da ABCRED - Assoc Bras.dos Dirigentes de Entidades Gestoras e Operadoras de Microcrédito. Integrou a Comissão Organizadora da 1a. Conf. Nacional de Economia e Solidária e foi membro titular do Conselho Nacional de Economia Solidária. Entre agosto de 2007 e setembro de 2009, integrou a equipe do Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado, do Ministério do Trabalho e Emprego. Pelo PNUD, prestou consultoria técnica sobre o microcrédito para grande instituição financeira brasileira. Em fevereiro de 2011, assumiu a Coordenadoria de Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento do Estado do Mato Grosso até setembro de 2012. De outubro de 2012 a julho de 2013, exerceu a função de Secretário Executivo da Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo, da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos do Mato Grosso. Em junho de 2013, nomeado por aprovação em concurso público, tomou posse no cargo de Gestor Governamental do Governo do Estado do Mato Grosso. 

Veja o currículo completo aqui. 

 

 

Janaina Loeffler de Almeida

Possui Mestrado em Serviço Social pela Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC (2006), Especialização em Políticas Públicas pela Universidade Federal de Mato Grosso/UFMT(2001) e graduação em Serviço Social também pela UFMT (1999). Possui experiência na área de Serviço Social, da docência/pesquisa, já tendo atuado em diversos espaços sócio-ocupacionais, entre eles no campo sóciojurídico, na saúde e na área da gestão, planejamento e concepção de políticas públicas.Integrou o grupo de pesquisa do NECAD da UFSC/SC e atualmente é Docente na Universidade Federal de Mato Grosso.

Veja o currículo completo aqui.


Jean Carlos Alves Figueiredo

Possui graduação pela Universidade Federal de Mato Grosso (2003). Atualmente é gestor governamental do Governo do Estado do Mato Grosso. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública e na área financeira.

Veja o currículo completo aqui.


Kelliton Rodrigues de Souza

Possui graduação em Comércio Exterior pela Universidade Federal do Paraná (2005). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Financeira Pós-graduação em Administração Pública.

Veja o currículo completo aqui.


Luana Gattass e Silva

Graduada em Direito - Bacharelado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2007). Graduada em Ciências Contábeis - Bacharelado pela Universidade Federal de Mato Grosso (2015). Gestora Governamental do Estado de Mato Grosso desde 2013. Tem experiência em planejamento e execução de políticas públicas estaduais.

Veja o currículo completo aqui.


Paula Gonçalves Baicere

Atualmente é Técnica da Área Instrumental do Governo - Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral de Mato Grosso. Tem experiência nas áreas de planejamento e orçamento público e desenvolvimento regional, com ênfase em Planejamento Urbano e Regional.

Veja o currículo completo aqui.


Tulio Cesar da Fonseca Turibio

Possui graduação em Direito - Faculdades Integradas Cândido Rondon (2007), graduação em Economia pela Universidade Federal de Mato Grosso (2007) e mestrado em Agronegócios e Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal de Mato Grosso (2010). Atualmente é Professor no Centro Universitário Cândido Rondon (UNIRONDON) e Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG).

Veja o currículo completo aqui.


Umbelino Carneiro Neves

Possui graduação em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993). Atualmente é gestor governamental do Governo do Estado do Mato Grosso. Tem experiência na área de previdência social, planejamento e gestão de políticas públicas.

Veja o currículo completo aqui.


Washington Fernando da Silva

Bacharel em Administração de Empresa (UFMT), especialista em Marketing (FGV-RJ), ex-Diretor e Presidente do Conselho da FACIL CONSULTORIA - Empresa Junior da UFMT. Atuou como Gestor de Marketing da Arca Multincubadora - Incubadora de Empresa da UFMT e como consultor quando realizou diversos projetos. Somente em sua gestão na FACIL foram realizadas 1.322 consultorias a micro e pequenos empresários em parceria com o Sebrae/MT. Também proferiu inúmeras palestras e treinamentos em Mato Grosso e Goiás. Ocupou funções de Coordenador de Desenvolvimento e Transferência de Tecnologia na Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, de Líder de Marketing da Rede Inova MT. Atuou como professor de Administração na Universidade de Cuiabá -UNIC, na Universidade Federal de Mato Grosso, na Faculdade Católica Rainha da Paz - FCARP e no Instituto Superior de Pesquisa e Pós Graduação - ISUPP , como consultor credenciado no SEBRAE-MT e no EIT-UFMT. Suas principais experiências e produções técnicas e bibliográficas são relacionadas aos temas de Administração de Empresas, Gestão Estratégica, Gestão de Marketing, Empreendedorismo, Inovação,Elaboração e Gestão de Projetos e Incubadoras de Empresas.

Veja o currículo completo aqui.


Wilton Leal Marinho dos Santos

PGraduação em andamento em ciência da computação. Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.

Veja o currículo completo aqui.


Cristiane Picolin Sanches

Possui graduação em Direito pela Universidade de Cuiabá (2001), graduação em Administração - Faculdades Integradas de Diamantino (1996), especialização em Direito Público (2009), especialização em Direito Tributário (2004) e especialização em Marketing (1999). Atualmente é Gestora Governamental do Governo do Estado do Mato Grosso.

Veja o currículo completo aqui.


Edmar Augusto Vieira

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Viçosa (1994), Especialização em Economia Agroindustrial pela UFMT (2006) e Mestrado em Economia (2009) pela UFMT. Atualmente é Gestor Governamental junto à Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral (MT), atuando na área de avaliação e monitoramento de políticas governamentais.

Veja o currículo completo aqui.


Edna Luzia Almeida Sampaio

Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993), Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (2001) e Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2011). Atua como docente da Universidade do Estado de Mato - UNEMAT desde 1994 e como Gestora Governamental da Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral de MT desde 2002. Resultante da carreira como Docente do ensino superior e Gestora Governamental, possui experiência acadêmica e técnica nas áreas de Governo, Políticas Públicas e Planejamento Governamental. Atua como coordenadora do Centro de Referência em Direitos Humanos do município de Cáceres, sendo ainda a principal autora do projeto de criação do referido centro. Coordena o Grupo de pesquisa Itinerários socioculturais de Estudantes de Classes Populares na Educação Superior - IPES. Seus estudos estão voltados para Governo, Políticas Públicas e Planejamento Governamental, com enfoque para a questão da desigualdade social e educação na agenda das Políticas Públicas.

Veja o currículo completo aqui.


Gisele Gugel

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade de Cuiabá (1999), pós-graduação em Gestão Pública por Resultado pela Universidade Federal de Mato Grosso (2004) e MBA em Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas pela Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil (2008). Atualmente trabalha na Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral do Estado de Mato Grosso no cargo de Gestor Governamental.

Veja o currículo completo aqui.


Regiane BerchieliRegiane Berchieli

Mestre em Economia na área de Agronegócios e Desenvolvimento Regional pela UFMT (2009) e Gestora Governamental do Estado de Mato Grosso.

Veja o currículo completo aqui.


Susan Dignart Ferronato

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1993), mestrado em Agricultura Tropical pela Universidade Federal de Mato Grosso (1998) e Doutorado em Agricultura Tropical pela Universidade Federal de Mato Grosso (2012). Atualmente é Gestora Governamental na Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral do Estado de Mato Grosso. Tem experiência nas áreas de Agronomia e Gestão Governamental, atuando principalmente nos seguintes temas: sementes, produção de mudas, gestão ambiental, planejamento e políticas públicas.

Veja o currículo completo aqui.


Vinícius de Carvalho Araújo

Possui graduação em Administração (1999) e mestrado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (2007). Atualmente é Gestor Governamental e Professor universitário. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Política e Planejamento Governamentais, atuando principalmente nos seguintes temas: governabilidade e governança, setor elétrico e reforma do Estado, história política de Mato Grosso, teoria organizacional.

Veja o currículo completo aqui.


Willian César Sampaio

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso(1988). Atualmente é Gestor Governamental da Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral. Atuando principalmente nos seguintes temas:Ambiente e Desenvolvimento Regional.

Veja o currículo completo aqui.


Domingo, 01 Janeiro 2017 06:32

Lotação de Gestores

CONTEÚDO EM CONSTRUÇÃO.

Domingo, 01 Janeiro 2017 03:32

Legislação de Carreira

LEI Nº 7.350, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 – D.O. DE 13.12.00
Cria a carreira de Gestor Governamental e os respectivos cargos na Administração Pública Estadual e dá outras providências.

LEI Nº 8.032, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2003 – D.O. DE 17.12.03
Altera a Lei nº 7.350, de 13 de dezembro de 2000, que trata da criação da Carreira de Gestor Governamental e os respectivos cargos na Administração Pública Estadual.

LEI Nº 8.053, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2003 – D.O. DE 29.12.03
Altera a redação do Art. 2º da Lei nº 8.032, de 17 de dezembro de 2003, que trata da Carreira de Gestor Governamental

LEI Nº 9.317, DE 21 DE JANEIRO DE 2010 – D.O. DE 21.01.10
Dispõe sobre a carreira de Gestor Governamental e dá outras providências.

LEI Nº 9.736, DE 15 DE MAIO DE 2012 – D.O. DE 15.05.12
Fixa o subsídio da carreira dos Gestores Governamentais do Poder Executivo e dá outras providências.

LEI Nº 10.010, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 – D.O. DE 13.12.13
Fixa o subsídio dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso e dá outras providências.

PORTARIA Nº 2, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2013 – D.O. DE 14.02.13
Define a composição e o funcionamento do Comitê Consultivo da Carreira de Gestor Governamental

 

PORTARIA Nº 03, de 24 de janeiro de 2017
Disciplina o exercício das atribuições dos Gestores Governamentais em órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, conforme disposto no art. 3º, da Lei 9.736, de 15 de maio de 2012.

 

PORTARIA Nº 10, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2018.
Designa servidores para compor o Comitê Consultivo da Carreira de Gestor Governamental, nos termos do art. 4º da Lei 9.736/2012.

 

PORTARIA Nº 15, DE 15 DE JULHO DE 2013 – D.O. DE 17.07.13
Regula o exercício das atribuições dos Gestores Governamentais em órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, conforme disposto no art. 3º da Lei 9.736, de 15 de maio de 2012.

PORTARIA Nº 25, DE 11 DE JUNHO DE 2014 – D.O. DE 12.06.14
Dispõe sobre o exercício das atribuições do Gestor Governamental em trânsito no âmbito da Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral.

PORTARIA Nº 34, DE 29 DE JULHO DE 2014 – D.O. DE 29.07.14
Cria a COMUNICARE – Células de Atuação em Rede como parte do Sistema de Gestão da Carreira de Gestor Governamental – SGC-GC, em atenção ao exercício das atribuições dos Gestores Governamentais em órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, conforme disposto no Art. 2º da Portaria nº 15, de 15 de julho de 2013.

 

PROCESSO Nº : 5.190-0/2014
Trata-se de consulta formulada pelo Senhor Arnaldo Alves de Souza Neto, Secretário de Estado de Planejamento e Coordenação Geral, solicitando parecer da Corte de Contas acerca da possibilidade de servidor em estágio probatório ter exercício em outro órgão ou entidade diferente do órgão de sua lotação.

 

VOTO DO CONSELHEIRO VALTER ALBANO DA SILVA NO PROCESSO Nº : 5.190-0/2014

Domingo, 01 Janeiro 2017 06:31

Seminários

CONTEÚDO EM CONSTRUÇÃO.

Pagina 1 de 4

Parceiros

Banner 1
Banner 2
Banner 3
Banner 4
Banner 5
   
: